Deriva, uniformidade de deposição e largura da faixa de deposição de dois modelos de drones de acordo com a altura de voo

O objetivo deste trabalho foi determinar a uniformidade de deposição, largura da faixa efetiva e a deriva de aplicações aéreas usando dois modelos de drones, avaliando duas alturas de vôo. O método de avaliação da deriva foi baseado na norma ASABE S561.1 (2009), coletando tanto a deriva aerotransportada quanto a depositada a favor do vento até 64 m da parcela experimental. O método de obtenção da largura de faixa efetiva foi baseado na norma ASAE S386.2 (2018), utilizando um espectrofotômetro de fio. Para a avaliação da uniformidade de deposição, uma matriz de 60 pontos foi disposta em 10 linhas com 6 coletores horizontais cada. 

Autores: Ulisses R. Antuniassi, Unesp/Botucatu. Alisson A. B. Mota, Rodolfo G. Chechetto e Fernando K. Carvalho, AgroEfetiva. Igor F. Borges, Jair F. Maggioni e Pedro I T Silva, Corteva.

Fonte: American Chemical Society. ACS FALL: Resilience of Chemistry. Atlanta-GA, 22 – 26 ago, 2021.

Para receber o resumo completo, preencha os campos abaixo.